Segunda-Feira, 10 de dezembro de 2018 Nossa história      

Notícias

Governador autoriza R$ 1,2 milhões para calçamento e abastecimento de água em Patos do Piauí

O prefeito de Patos do Piauí, Agenilson Teixeira, município distante cerca de 417 quilômetros de Teresina, localizado na região do semiárido piauiense, esteve reunido com o governador Wellington Dias, nesta quarta (02), pleiteando benefícios para cidade. Dentre os pricipais temas discutidos junto ao chefe do executivo, obras de mobilidade urbana, como a pavimentação de ruas e benfeitorias em praças da cidade, e de abastecimento de água.

“Hoje estou pegando a autorização para a realização de um covênio junto ao Estado. É um investimento importante, que vai ajudar muito Patos, principalmente na área de mobilidade e também na questão de abastecimento de água no interior. Foram R$ 800 mil para calçamento, uma parte a ser utilizado na sede do município e a outra no povoado Cajueiro. Também conseguimos a liberação de R$ 400 mil para  a construção de um sistema básico de abastecimento para três localidades, Morcego, Angical e Vereda”, Comemora o prefeito.

O novo sistema de abastecimento possibilita que famílias da zona rural disponham de água em casa, melhorando a qualidade de vida da população e o sanemanto do município. Ao todo, 60 famílias serão beneficiadas.

O governador também destacou os investimentos em geração de emprego, com a atração de investidores da área da fruticultura para a região da Barragem de Poços do Marruá. “Já tem pessoas produzindo uvas, outras trabalhando com outras frutas e agora nós acertamos um cronograma que vai permitir que a gente possa ter também nessa bacia uma nova área a ser trabalhada a produção de frutas irrigadas, gerando emprego e renda, tanto no município de Patos, como no município de Jacobina”, destaca Dias.

O Governo do Estado desenvolve outras obras em parceria com a prefeitura de Patos. As obras para a construção do balneário da Barragem do Poço dos Marruas, a segunda maior barragem do Piauí e que possui um potencial turístico ainda não desbravado, possui cerca de 60% de sua totalidade concluída. O projeto custa cerca R$ 520 mil, divididos em três parcelas. “Já concluímos a segunda etapa e agora só esperamos a vistoria do órgão responsável para a liberação da última parcela e consequentemente a conclusão do balneário”, conclui  Agenilson Teixeira.

http://www.pi.gov.br/media/filer_public_thumbnails/filer_public/55/a2/55a27e6a-f8c9-4f85-92e8-b1af7a9ba6ee/_all8408.jpg__0x374_q85_crop_scale_subsampling-2.jpg

http://www.pi.gov.br/media/filer_public_thumbnails/filer_public/55/a2/55a27e6a-f8c9-4f85-92e8-b1af7a9ba6ee/_all8408.jpg__0x374_q85_crop_scale_subsampling-2.jpg

http://www.pi.gov.br/media/filer_public_thumbnails/filer_public/41/08/410874fe-a9f3-450f-a9a2-16e7c674b4c2/_all8409.jpg__0x374_q85_crop_scale_subsampling-2.jpg

http://www.pi.gov.br/media/filer_public_thumbnails/filer_public/31/f8/31f8cdc5-96b3-4f79-b170-121da2edf23d/_all8410.jpg__0x374_q85_crop_scale_subsampling-2.jpg